30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Os livros de romance certamente são os mais populares na literatura. Seria impossível pensar em todos os romances que já foram escritos no mundo! Afinal, um bom romance nunca sai de moda e a literatura é repleto de bons romances para aquecer o coração com suas histórias épicas, personagens marcantes e momentos cheios de significado.

Dos clássicos à literatura contemporânea, selecionamos 30 livros de romance e alguns trechos deles que vão te fazer torcer, chorar, se emocionar e não querer largar nenhuma página! Confira nossa seleção abaixo.

Livros de Romance da Literatura universal

1. Romeu e Julieta, William Shakespeare

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

A história de romance mais conhecida do mundo, Romeu e Julieta é um clássico que não dá para deixar passar! Uma história de amor em meio à rivalidade entre duas famílias. os jovens Romeu e Julieta se conhecem em um baile e se apaixonam instantaneamente, sem saber que são de famílias inimigas de Verona.

O paraíso está aqui onde vive Julieta; e cada gato, cachorro, camundongo, cada coisa, por mais insignificante que seja, vive aqui, no paraíso, e pode olhar para ela; Só Romeu não pode.
Romeu e Julieta. William Shakespeare
O que é um nome? Aquilo que chamamos de rosa terá o mesmo aroma doce com qualquer outro nome.
Romeu e Julieta. William Shakespeare
Será que o meu coração realmente tinha amado até agora? Pois eu nunca vi beleza tão pura até esta noite.
Romeu e Julieta. William Shakespeare

2. Jane Eyre, Charlotte Brontë

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Narrado da infância à vida adulta, a história de Jane Eyre é narrada pela própria protagonista. Órfã desde muito jovem, Jane é muito independente. Aos 18 anos, resolve seguir novos caminhos, o que a leva à casa Thornfield Hall, para trabalhar como governanta da casa e tutora da jovem Adèle, filha de Edward Rochester. Lá, ela descobre o amor e um segredo terrível.

(...) não há felicidade que se compare a sentirmos que somos amados pelos nossos semelhantes e que a nossa presença é para eles uma fonte de conforto.
Jane Eyre, Charlotte Brönte
Eu não sou pessoa de grande orgulho em circunstâncias destas: prefiro sempre a alegria à dignidade.
Jane Eyre, Charlotte Brönte
Porventura acha que, lá por eu ser pobre, feira, apagada e baixa, não tenho alma e coração? Pois olhe que está muito enganado... Tenho uma alma tão grande quanto a sua e um coração tão forte quanto o seu!
Jane Eyre, Charlotte Brönte

3. O morro dos ventos uivantes, Emily Brontë

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Único livro de Emily Brontë, irmã de Charlotte Brontë. O patriarca da família Earnshaw volta de uma das suas viagens com o órgão Heathcliff, disposto a cuidar dele como um filho. A filha da família, a jovem Cathy, se afeiçoa ao menino. A medida em que os dois vão crescendo, em meio às transformações da família, inicia-se uma história de amor trágica.

Nunca falei do meu amor em palavras. Mas, se os olhos falam, o idiota mais completo poderia ter adivinhado que eu estava apaixonado.
O morro dos ventos uivantes. Emily Brontë
Seja lá qual for o material que de que nossas almas são feitas, a minha e a dele são dos mesmo.
O morro dos ventos uivantes. Emily Brönte
Meu amor é como as rochas eternas sob os nossos pés: uma fonte de felicidade pouco visível, mas necessária.
O morro dos ventos uivantes. Emily Brönte

4. Orgulho e preconceito, Jane Austen

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Elizabeth é uma das filhas de um proprietário rural no interior da Inglaterra que não possui grandes fortunas no século XX. Como as mulheres não podem herdar as posses do pai, sua mãe está certa de que somente um bom casamento pode salvar suas filhas da pobreza. Elizabeth é inteligente e determinada, e contrária à ideia de casamento da mãe. A chegada um rico cavalheiro com sua irmã e seu melhor amigo, Darcy, à região muda a dinâmica da família.

Em vão tenho lutado comigo mesmo; nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e amo ardentemente.
Orgulho e Preconceito. Jane Austen
A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, embora as palavras sejam frequentemente usadas como sinónimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. O orgulho relaciona-se mais com a opinião que temos de nós mesmos, e a vaidade, com o que desejaríamos que os outros pensassem de nós.
Orgulho e Preconceito. Jane Austen
A felicidade no casamento é uma questão de sorte.
Orgulho e Preconceito. Jane Austen

5. Madame Bovary, Gustav Flaubert

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Emma é uma jovem sonhadora criada no campo. Ela é uma leitora ávida e aprende a ver a vida através dos romances que lê. Casa-se com o médico burguês Charles Bovary, mas percebe cedo que o casamento não é como aqueles retratados nos livros. Angustiada e deprimida, ela volta-se à literatura e a pequenos casos extraconjugais em busca de liberdade.

Primeiro, ela se aliviou com alusões, Charles não as entendeu; em seguida, por reflexões incidentes que ele deixava passar, com medo de uma tempestade; finalmente, por apóstrofes à queima-roupa às quais ele não sabia o que responder.
Madame Bovary. Gustav Flaubert
As outras pessoas do casamento conversavam sobre os seus negócios ou pregavam peças pelas costas, estimulando-se com antecedência para a alegria (…)
Madame Bovary. Gustav Flaubert
Parecia-lhe que certos lugares na terra deviam produzir felicidade, como uma planta particular ao solo e que cresce mal em outro lugar.
Madame Bovary. Gustav Flaubert

6. E o vento levou…, Margareth Mitchell

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Scarlett O’Hara é a herdeira de uma plantação de algodão no Sul dos Estados Unidos. Mimada e impetuosa, ela fica frustrada por não conseguir se casar com o cobiçado Ashley Wilkes, mas acaba se envolvendo com o charmoso Rhett Butler. Com o início da Guerra Civil Americana, Scarlett precisa usar todos os seus meios para sobreviver e reconstruir sua vida.

Por pior que seja à noite, amanhã é outro dia…
E o vento levou... Margareth Mitchell
Está jogando fora sua felicidade por algo que nunca a fará feliz.
E o vento levou... Margareth Mitchell

7. O Grande gatsby, F. Scott Fitzgerald

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Na década de 1920, o misterioso Jay Gatsby abre sua casa para extravagantes festas, repletas de jazz e gin. Em uma destas festas, reencontra seu primeiro amor, Daisy, casada com um aristocrata.

Durante algum tempo, esses devaneios proporcionavam uma válvula de escape à sua imaginação; eram uma sugestão satisfatória da irrealidade da realidade, uma promessa de que o rochedo do mundo se apoiava com segurança sobre uma asa encantada.
O grande Gatsby. F. Scott Fitzgerald
Eu a amava. E este é o começo e o final de tudo.
O grande Gatsby. F. Scott Fitzgerald
Eu não poderia perdoá-lo, ou gostar dele, mas eu via que aquilo que ele havia feito, era, para ele, inteiramente justificável.
O grande Gatsby. F. Scott Fitzgerald

8. Mrs. Dalloway, Virgínia Woolf

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

O romance é centrado em um dia da vida de Clarissa Dalloway, em junho de 1923, quando ela sai para comprar flores para decorar sua casa para os convidados que receberá a noite. No seu percurso pelas ruas de Londres, ela relembra da sua infancia e juventude, além de esbarrar por antigos conhecidos.

Via o que lhe faltava. Não era beleza; não era inteligência. Era essa coisa central, que se comunica; alguma coisa de cálido que quebra a superfície e encrespa o frio contato de homens e mulheres, ou de mulheres entre si.
Mrs. Dalloway. Virgínia Woolf
Assim, num dia de verão, as ondas se juntam, balançam e tombam; e o mundo inteiro parece dizer: “Isso é tudo”, cada vez mais forte, até que o coração, no corpo estendido sob o sol da praia, também diz: “Isso é tudo”.
Mrs. Dalloway. Virgínia Woolf
Ele se tornou cada vez mais sombrio, não por causa daquilo, apenas; por causa de tudo. E não podia vê-la; não podia explicar-se com ela; não podia esclarecer nada.
Mrs. Dalloway. Virgínia Woolf

9. O Amor nos tempos da cólera, Gabriel García Márquez

Ainda jovem, o violinista Florentino se apaixona por Fermina, mas o romance é impedido pelo pai dela, que não aceita-o como pretendente. Ela é enviada para fora do país por um ano e casa-se. 53 anos depois, quando ela torna-se viúva, Florentino volta a procurar Fermina, disposto a continuar seu romance.

Mas ao contrário daquela vez não sentiu agora a comoção do amor e sim o abismo do desencanto. Num instante teve a revelação completa da magnitude do próprio engano.
O amor nos tempos da cólera. Gabriel Garcáa Márquez
Nunca teve pretensões de amar e ser amada, embora sempre nutrisse a esperança de encontrar algo que fosse como o amor, mas sem os problemas do amor.
O amor nos tempos da cólera. Gabriel García Márquez
Lembre de mim como uma rosa.
O amor nos tempos da cólera. Gabriel García Márquez

10. Reparação, Ian McEwan

Briony Tallis é uma pré-adolescente que quer se tornar uma grande escritora. Na casa de campo da família, ela está pronta para apresentar sua mais nova peça de teatro para a família quando vê uma cena envolvendo sua irmã e seu amigo de infância. Com sua incompreensão e imaginação fértil, ela constrói uma história fantasiosa sobre os fatos daquela noite que vai mudar completamente o destino de sua família.

Por meio de símbolos traçados com tinta numa página, ela conseguia transmitir pensamentos e sentimentos da sua mente para a mente de seu leitor. Era um processo mágico, tão corriqueiro que ninguém parava para pensar e se admirar. Ler uma frase e entendê-la era a mesma coisa; era como dobrar o dedo, não havia intermediação.
Reparação. Ian McEwan
Naquele instante de desencantamento ele se deu conta de que jamais odiara uma pessoa até aquele momento. Era um sentimento tão puro quanto o amor, porém desapaixonado e friamente racional.
Reparação. Ian McEwan

Livros de romance Jovens Adultos

11. Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Lara Jean, a filha do meio da família Song, guarda seus maiores segredos numa caixa que ganhou da sua mãe. São cartas que ela mesma escreveu para cada garoto que já amou na sua vida, onde ela coloca tudo não consegue dizer em voz alta. Um dia, as cartas são enviadas misteriosamente aos seus destinatários e a vida de Lara Jean sai completamente de controle.

O amor é assustador: ele se transforma, ele murcha. Faz parte do risco. Não quero mais ter medo. Quero ser corajosa…
Para todos os garotos que já amei. Jenny Han
Sempre pensei que ninguém prestava atenção no que eu fazia, que o único drama era na minha cabeça, mas, afinal, eu não era tão invisível assim.
Para todos os garotos que já amei. Jenny Han
Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam.
Para todos os garotos que já amei. Jenny Han

12. Sorte grande, Jennifer E. Smith

Alice acredita no amor e não na sorte. Ela perdeu os pais há pouco tempo e tem que se acostumar com outra rotina morando com os tipos e o primo. Além disso, ela tem uma paixão nunca revelada pelo melhor-amigo Teddy. Mas quando precisa escolher um presente de aniversário para Teddy, comprar um bilhete de loteria pareceu a opção certa, dada as dificuldades financeiras que ele tem na família. Ela seleciona todos os números que são importantes para os dois e não espera que o bilhete seja premiado, mas Teddy acaba com 150 milhões de dólares na sua conta. Depois disso, tudo muda.

É o tipo de beijo dentro do qual você poderia sumir, o tipo com o qual se poderia perder horas, até mesmo dias, e parece que é o que fazemos; parece que estamos ali desde sempre, entrelaçados daquele jeito.
Sorte grande. Jennifer E. Smith
E ser parte de uma coisa – ser realmente parte – significa que essa coisa pode ser tirada de você. Significa que você tem algo a perder. E eu já perdi coisas demais.
Sorte grande. Jennifer E. Smith

13. Te devo uma, Sophie Kinsella

Fixie Farr é viciada em consertar tudo o que vê pela frente. Quando um estranho num café pede para que ela vigie seu computador, ela acaba o salvando de um grande desastre. Agradecido, Sebastian tenta pagar Fixie pela ajuda, mas ela não aceita. Ele então promete que retornará o favor, mas ela duvida que voltará a vê-lo. Com a chegada de um antigo amor à sua vida, ela procura Sebastian para retornar o favor.

Não consigo me impedir de consertar as coisas. Esse é meu defeito. Eu sou assim.
Te devo uma. Sophie Kinsella
Não consigo parar de olhar para aquela bagunça. Meus dedos estão fazendo aquele negócio que fazem quando eu fico desesperada para resolver uma coisa; quando uma situação começa a me enlouquecer.
Te devo uma. Sophie Kinsella
É estranho, mas sinto que o conheço. Tipo, eu entendo esse cara. Se não fôssemos dois ingleses tensos em um café londrino, eu talvez até puxasse um papo com ele.
Te devo uma. Sophie Kinsella

14. Contato De Emergência, Mary H. K. Choi

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Penny tem 18 anos e está entrando na universidade. Deixando na sua cidade natal a mãe expansiva e um ex-namorado, ela finalmente pode se dedicar ao sonho de se tornar escritora. Sam tem 21 e precisa lidar com a faculdade, a mãe alcoólica, a ex-namorada e o pouco dinheiro que consegue trabalhando em um café. É lá que Penny e Sam se conhecem e passam a trocar mensagens de texto. A conexão entre os dois vai se transformando em uma amizade onde eles conversam sobre suas angústias, medos e aspirações.

Amar alguém era traumatizante. Nunca se sabia o que poderia acontecer com a pessoa solta no mundo. Tudo o que era precioso era também vulnerável.
Contato De Emergência. Mary H. K. Choi
As estratégias de algumas pessoas para lidar com a vida consistiam em remoer os problemas em segredo até cultivar um belo tumorzinho no coração, com direito a um ataque de pânico como acompanhamento. Cada um com seu cada um.
Contato De Emergência. Mary H. K. Choi

15. Fangirl, Rainbow Rowell

Cath é uma caloura na universidade, junto com sua irmã gêmea Wren. Embora sejam bem diferentes, as duas sempre foram muito unidas e, principalmente, fãs da série de livros Simon Snow. Mas para Cath ser fã sempre foi algo mais intenso: o que envolve releituras, discussões em fóruns e ser a autora de uma das fanfics de maior sucesso sobre a série. Mas para este novo período na vida, Wren decidiu que quer ser mais independente e Cath se vê sozinha e precisa decidir se está pronta para viver novas experiências.

Mas é como você sempre diz, é sobre duas pessoas se apaixonando. O que pode se maior que isso?
Fangirl. Rainbow Rowell
Felizes para sempre, ou mesmo juntos para sempre, não é boboca. É a coisa mais nobre, tipo, mais corajosa, que duas pessoas podem almejar.
Fangirl. Rainbow Rowell
— Qual é o plano? - ela perguntou.

— Meu plano é fazer coisas que te façam querer me ver de novo no dia seguinte.

Fangirl. Rainbow Rowell

16. Geekrela, Ashley Poston

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Nesta releitura do clássico Cinderela, Elle Wittimer é uma garota nerd. Ela descobriu que sua série favorita de ficção científica (que foi apresentada pelo seu pai, antes de morrer) vai ganhar um novo filme e, junto com isso, um concurso de cosplay valendo um baile do com ator protagonista. Além de ser uma chance de se livrar da madrasta e das irmãs postiças. No caminhão de food truck em que trabalha, Elle embarca em uma jornada rumo à Hollywood  com todos os elementos clássicos de um conto de fadas.

E se nós dois estivermos olhando ao mesmo tempo, dá para considerar que estamos mesmo tão distantes? Quais são as chances de estarmos no mesmo bloco de pedra giratório neste universo imenso?
Geekrela. Ashley Poston
Quero gravar o olhar dele no meu coração, como se eu fosse a última estrela a sumir à noite e a primeira a surgir no crepúsculo.
Geekrela. Ashley Poston

17. Com amor, Simon ou Simon vs. A Agenda Homo Sapiens, Becky Albertalli

Simon Spier é um adolescente gay de 16 anos. Ele nunca se assumiu e não fala sobre isso com ninguém, além do misterioso Blue. Eles começaram a trocar e-mails depois que Simon encontra uma mensagem de Blue numa página de fofocas da escola. Os dois conversam sobre diversas coisas, além de desabafarem sobre suas inseguranças e Simon se apaixona. Na busca por descobrir a identidade real de Blue, Simon precisa enfrentar seus medos e se abrir para seus amigos e família.

Às vezes parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu.
Com amor, Simon. Becky Albertalli
Sinto como se houvesse um muro desmoronando, e não sei por quê, e nem o que vai acontecer. Só sei que você é o motivo.
Com amor, Simon. Becky Albertalli
Você pode decorar os gestos de uma pessoa, mas nunca saber o que se passa na cabeça dela.
Com amor, Simon. Becky Albertalli

18. Todo dia, David Levithan

Todo dia de manhã, A acorda num corpo diferente. Pode ser um menino ou uma menina, rico ou pobre, alto ou baixo, popular ou tímido. Ele já se acostumou com isso. Não interfere na vida das pessoas e imagina em que corpo habitará no dia seguinte. Até que um dia, ele acorda no corpo de Justin e conhece a namorada dele, Rhiannon. Depois disso, tudo muda: A finalmente quer viver sua vida ao lado de alguém. A passa a todos os dias, buscar por Rhiannon, independente do corpo em que está.

Nunca me apaixonei por um gênero. Apaixonei-me por indivíduos. Sei que é difícil as pessoas fazerem isso, mas não entendo por que é tão complicado, quando é tão óbvio.
Todo dia. David Levithan
Queria que o amor conquistasse tudo. Mas o amor não conquista tudo. Ele depende de nós para conquistar em seu nome.
Todo dia. David Levithan

19. As vantagens de ser invisível, Stephen Chbosky

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

Charlie é um adolescente de 15 anos que tem problemas em se relacionar com as pessoas. Ele encontra na escrita um conforto e, por isso, passa a escrever cartas a um amigo, nas quais conta sobre as mudanças que está passando na sua vida, suas dificuldades na escola, primeiro amor, o drama familiar e seus pensamentos mais íntimos.

Eu sei que tem pessoas que dizem que essas coisas não acontecem, e que isso serão apenas histórias um dia. Mas agora nós estamos vivos. E nesse momento, eu juro. Nós somos infinitos.
As vantagens de ser invisível. Stephen Chbosky
- Por que as pessoas boas, sempre escolhem as pessoas erradas para namorar?

- Nós aceitamos o amor que achamos que merecemos.

- E nós podemos mostrar para essas pessoas que elas merecem mais?

- Nós podemos tentar.

As vantagens de ser invisível. Stephen Chbosky
Se alguém gosta de mim, eu quero que goste de mim de verdade, e não pelo que pensam que eu sou. E não quero que carreguem isso preso por dentro. Quero que mostrem para mim, para que eu possa sentir também.
As vantagens de ser invisível. Stephen Chbosky

30. Antes que eu vá, Lauren Oliver

O dia 12 de Fevereiro é o último dia na vida aparentemente perfeita de Samantha Kingston. Ela tem tudo o que sempre quis: popularidade, amigas fantásticas, um namorado cobiçado, até sofrer um acidente voltando de uma festa. Ela acorda de repente e percebe que está em sua cama na manhã do mesmo dia 12 de Fevereiro. A partir disso, Samantha passa a reviver o dia da sua morte tentando desvendar o mistério da sua morte e o valor de tudo aquilo que ela perdeu.

Eis outra coisa a se lembrar: a esperança o mantém vivo. Mesmo quando você está morto, é a única coisa que o mantém vivo.
Antes que eu vá. Lauren Oliver
Em algum lugar no giro interminável da eternidade aquela minúscula fração de segundo em que nossos lábios se encontraram se perdeu para sempre.
Antes que eu vá. Lauren Oliver
Gosto de pensar em como a vida é engraçada, como tanta coisa muda. Como as pessoas mudam.
Antes que eu vá. Lauren Oliver

21. Dumplin’: Cresça e apareça. Faça e aconteça!, Julie Murphy

Willowdean Dickson é uma adolescente gorda que vive em uma cidadezinha no interior do Texas. Ela trabalha em uma lanchonete e compartilha uma paixão pela cantora country Dolly Parton com sua melhor amiga, Ellen. Will não se dá muito bem com a mãe, ex-miss e agora organizadora do tradicional Concurso Miss Jovem Flor do Texas. As coisas complicam ainda mais quando ela se apaixona pelo colega de trabalho Bo, que parece nutrir sentimentos por ela também. Ele é lindo e tímido, mas Will começa a duvidar de si mesma. Para recuperar sua autoconfiança, ela decide desafiar os padrões de beleza e se inscrever no Concurso Miss Jovem Flor do Texas.

O mundo está cheio de pessoas que vão querer dizer quem você é, mas é você quem decide.
Dumplin': Cresça e apareça. Faça e aconteça! Julie Murphy
Às vezes, descobrir quem você é implica entender que o ser humano é um mosaico de experiências. Eu sou Dumplin’, Will e Willowdean. Gorda. Feliz. Insegura. Corajosa.
Dumplin': Cresça e apareça. Faça e aconteça! Julie Murphy
Nossa relação é como um passeio de montanha-russa. Os freios podem estar quebrados e os trilhos em chamas, mas não consigo escapar do carrinho.
Dumplin': Cresça e apareça. Faça e aconteça! Julie Murphy

22. A Culpa é das Estrelas, John Green

Hazel Grace Lancaster e Augustus Waters são adolescentes diagnosticados com câncer. Eles se conheceram no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Ela resiste, mas percebe que seus sentimentos são mútuos. Ela é muito tímida e prefere se imergir nos livros, enquanto ele é bem humorado e atlético. E embora tenham lidado de forma diferentes com a doença, os dois decidem construir suas histórias juntos.

A vida não precisa ser perfeita para ter um amor extraordinário.
A culpa é das estrelas. John Green
Ela não queria um milhão de admiradores, só queria um. Talvez não tenha sido amada por muitos, mas foi amada profundamente.
A culpa é das estrelas. John Green
Não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito, você me deu uma eternidade dentro dos dias numerados e por isso eu sou eternamente grata.
A culpa é das estrelas. John Green

23. A cinco passos de você, Rachael Lippincott

Stella Grant  tem uma rotina muito bem controlada com listas e horários. Ela é uma paciente com Fibrose Cística, uma doença que afeta seus pulmões, impedindo-os de funcionar normalmente. Ela usa as redes sociais para falar mais sobre a condição e compartilhar parte da sua vida. Ela passa por um tratamento delicado, onde precisa evitar qualquer tipo de infecção, e isso significa que não pode ter contato próximo (pelo menos 6 passos de distância) de outros pacientes com a doença. Isso seria fácil, até ela conhecer outro paciente, Will Newman, que não liga muito para as regras e quer se ver livre da vida no hospital.

Nós precisamos ser tocados por quem amamos quase tanto quanto precisamos do ar que respiramos.
A cinco passos de você. Rachael Lippincott
Não pense no que você perdeu. Pense no quanto ganhou.
A cinco passos de você. Rachael Lippincott
Contato humano.

Nossa primeira forma de comunicação.

Segurança, proteção e conforto... tudo isso no suave toque de um dedo. Ou de lábios encostando numa bochecha.

Ele nos conecta quando estamos felizes, nos dá apoio quando temos medo... desperta sentimentos de paixão... e amor.

A cinco passos de você. Rachael Lippincott

24. O sol também é uma estrela, Nicola Yoon

Natasha uma imigrante jamaicana que está junto a sua família, prestes a ser deportada dos Estados Unidos. Daniel é um jovem descendente de coreanos que sempre teve que atender às expectativas dos pais. Quando os dois se encontram, se apaixonam completamente um pelo outro e esquecem seus problemas.

A escolha que fazemos, o caminho que escolhemos, não temos para sempre. Tudo o que temos é um único dia.
O sol também é uma estrela. Nicola Yoon
E se eu te dissesse que poderia fazer você se apaixonar por mim? Apenas me dê um dia.
O sol também é uma estrela. Nicola Yoon
Quais são os seus principais ingredientes para se apaixonar? Os meus são amizade, química e o fator X.
O sol também é uma estrela. Nicola Yoon

25. Ana e o beijo francês,  Stephanie Perkins

A ideia de deixar seu emprego, seus amigos e um possível namorado para estudar num colégio interno na capital francesa não anima em nada a americana Anna Oliphant. Até que ela conhece Étienne St. Clair. Ele é inteligente, bonito, popular e… comprometido. Entre uma aula de francês e outra, os dois começam uma amizade e a situação vai ficando cada vez mais complicada.

Nós só ficamos na companhia um do outro. Minha respiração. Sua respiração. Minha respiração. Sua respiração. Eu não poderei nunca dizer a ele, mas é verdade. Isto é estar em casa. Nós dois.
Anna e o beijo francês. Stephanie Perkins
A única verdade que eu conheço é a de quando estamos juntos.
Anna e o beijo francês. Stephanie Perkins
É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar?
Anna e o beijo francês. Stephanie Perkins

26. Apenas um dia, Gayle Forman

Allyson Healey ganha uma viagem de formatura dos pais. Ela é considerada uma garota muito certinha e tem pavor de situações inesperadas, que saiam do seu planejamento meticuloso. Depois de visitar vários países, ela conhece Willem, um jovem de espírito livre e apaixonado por Shakespeare. Ele a convida para cancelar todos os seus planos e passar um dia em Paris com ele. Um dia de amor, liberdade e que faz Allyson refletir sobre quem ela realmente é.

Se o tempo pode ser fluido, então talvez algo que seja apenas um dia possa continuar para sempre.
Apenas um dia. Gayle Forman
Talvez essa seja toda a questão com a liberdade. Ela vem com um preço. Quarenta anos vagando pelo deserto. Ou encarando a fúria de dois pais muito enfezados.
Apenas um dia. Gayle Forman
Às vezes, só se pode sentir algo quando se perde. Pelo espaço vazio deixado para trás.
Apenas um dia. Gayle Forman

27. Amor e Gelato, Jenna Evans Welch

Da noite para o dia, Lina precisa lidar com o último pedido que sua mãe fez enquanto era viva: conhecer o seu pai. Mesmo em um local de lindas paisagens, muita história para contar e a descoberta das suas origens, tudo o que ela quer é voltar para casa. Mas a jornada de Lina vai levá-la a descobrir mais sobre si mesma, como lidar com a perda da mãe e, claro, encontrar o amor.

Ele era quente, cremoso e tinha o sabor de tudo de mais perfeito que podia acontecer com uma pessoa. Verões italianos. Primeiros amores. Chocolate.
Amor e Gelato. Jenna Evans Welch
No fim das contas, existe uma razão para a expressão “cair de amores”, porque quando isso acontece, quando acontece de verdade, é mesmo uma queda. Não há o que fazer, você simplesmente se joga de cabeça e torce para ter alguém para segurá-lo. Senão, vai acabar se machucando feio.
Amor e Gelato. Jenna Evans Welch
Uma vida sem verão é como um ano sem amor.
Amor e Gelato. Jenna Evans Welch

28. A pequena livraria dos sonhos, Jenny Colgan

30 livros de romance que vão aquecer o seu coração

A bibliotecária Nina Redmond sabe indicar quais são as histórias certas para cada leitor da biblioteca pública em que trabalha. Mas, de repente, o fechamento da biblioteca a pega de surpresa. Utilizando todas as economias que tem, ela decide comprar uma van e transformá-la numa livraria itinerante. Dirigindo por toda a Escócia, ela começa a transformar vidas com o poder da leitura por onde passa.Então um anúncio de classificados chama sua atenção: uma van que ela pode transformar em uma livraria volante, para dirigir pela Escócia e, com o poder da literatura, transformar vidas em cada lugar por onde passar.

Quando ficava triste, os livros eram seu consolo; quando se sentia só, eram eles seus amigos. Eram eles que cuidavam do seu coração partido e a encorajavam a manter a esperança quando estava na pior.
A pequena livraria dos sonhos. Jenny Colgan
E quando Nina olhou a pequena cidade brilhando ao sol, percebeu um detalhe interessante. Todo mundo à sua volta estava lendo. Pessoas no jardim de casa. Uma senhora na cadeira de rodas diante do monumento de guerra. Uma menininha no balanço que se balançava, distraída, completamente absorta em um clássico da literatura infantil que tinha na capa justamente uma menininha no balanço. Na padaria, alguém ria de uma revista em quadrinhos; na banquinha de café, a barista tentava ler e preparar um cappuccino ao mesmo tempo. Nina ficou abismada. Não podia ser... não era possível que tivesse transformado todos os moradores da cidade em leitores.
A pequena livraria dos sonhos. Jenny Colgan

Livros de Romance de Fantasia

29. Outlander, a Viajante do Tempo, Diana Gabaldon 

Ao final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall reencontra o marido e os dois partem para uma segunda lua de mel na Escócia. Após presenciar um ritual misterioso num antigo círculo de pedras, ela é atraída para aquele local e, após tocar em uma das pedras, algo inesperado aparece. Ela acorda em 1743 e se vê envolvida no conflito entre ingleses e clãs escoceses. Claire precisa enfrentar os perigos dos rivais e buscar uma forma de voltar para 1945. Até que ela conhece Jamie, um guerreiro das Terras Altas. As aventuras de Claire é uma série  que possui 8 livros lançados até agora.

Deixe que eu lhe diga em seu sono o quanto eu a amo. Porque as palavras que lhe digo quando está acordada são sempre as mesmas, não são suficientes. Enquanto você dormir em meus braços, posso dizer-lhe coisas que soariam tolas e loucas, e seus sonhos entenderão a verdade delas.
Outlander. Diana Gabaldon
Amar força uma pessoa a fazer sua escolha. Você faz coisas que nunca imaginou que poderia fazer antes.
Outlander. Diana Gabaldon
Todo dia, cada homem tem uma escolha. Entre o certo e errado, entre o amor e o ódio, às vezes, entre a vida e a morte. E a soma dessas escolhas constitui sua vida
Outlander. Diana Gabaldon

30. The Kiss of Deception, Mary E. Pearson

Morrighan é um reino onde a tradição impera e Lia, a Primeira Filha da Casa Real, está prometida a um casamento para selar uma aliança política com o reino vizinho. Decidida a escolher o próprio destino, Lia foge para um vilarejo distante onde ela quer viver uma vida normal. O que ela não sabe é que ela está sendo procurada. O príncipe para quem ela estava prometida atravessa o continente disposto a encontrá-la. Assim como um jovem assassino. A história de Lia é uma trilogia e possui também uma duologia spin-off já lançados.

Eu me perguntava como seria ter alguém que me conhecesse tão bem, alguém que me olharia direto na alma, alguém cujo o próprio toque eliminaria todos os meus outros pensamentos.Tentei imaginar alguém que ansiasse pelas mesmas coisas que eu e que quisesse passar o resto da vida comigo, e não porque isso estava escrito em um papel sem amor.
The Kiss of Deception. Mary E. Pearson
Virei-me e me deparei com o seu olhar contemplativo, sentindo o perigo daqueles olhos, seu calor, mas não disposta a desviar meu próprio olhar do dele.
The Kiss of Deception. Mary E. Pearson
Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas um segundo para despedaçá-lo
The Kiss of Deception. Mary E. Pearson